Escolha uma Página

As pessoas tendem a pensar que a pele negra não precisa de protetor solar, o que é um grande equívoco. É importante usar um protetor de pelo menos FPS15
Por outro lado, a maior produção de melanina que é responsável pela pigmentação da pele, diminui a propensão aos tumores cutâneos pois a melanina funciona como um protetor natural da pele, minimizando os efeitos da radiação ultravioleta que envelhece a pele.

Manchas na pele negra

A pele negra pode ser manchada por acne, procedimentos cirúrgicos, queimaduras, e outras agressões. Também podem aparecer melasmas, decorrentes da radiação do sol, gestação e do uso de anticoncepcionais. E portanto, o cuidado com o sol deve ser maior.
O cuidado no tratamento em pele negra é cuidar com produtos muito abrasivos pois estes podem manchar a pele. Hoje temos o Fotona, um laser que atua na pele negra com eficácia para diversos tipos de tratamento.

Oleosidade da pele negra

A pele negra também tem maior tendência à oleosidade e ao desenvolvimento de acne, pois suas glândulas sebáceas produzem maior quantidade de sebo.
Esse tipo de pele mancha com mais facilidade. Lesões de acne (cravos e espinhas) não devem ser manipuladas. Por terem mais oleosidade e pelos encaracolados, essas pessoas apresentam mais frequentemente pelos encravados e foliculite (inflamação e/ou infecção do orifício por onde o pelo se exterioriza).
Dentre as patologias mais comuns da pela negra está a chamada “dermatose papulosa nigra”, lesões que são pequenos pontos acastanhados a negros, elevados que surgem na face. Este problema acomete entre 35% e 77% das pessoas negras e pode ter transmissão genética. No entanto, o tratamento é simples: com cauterizações ou curetagem pode-se resolver o problema, tendo muito cuidado para não desenvolver outras manchas na tentativa de remover a lesões.

Cuidados e tratamentos para a pele negra

Valorizar os traços e características raciais é segredo de beleza para qualquer tipo de pele.
Na pele negra recomenda-se lavar o rosto duas vezes ao dia, de preferência com sabonetes líquidos, para evitar a formação de cravos e espinhas.
O ressecamento da pele do corpo favorece o aparecimento de manchas mais claras, esbranquiçadas. Portanto, não se pode descuidar da hidratação diária, especialmente nas regiões mais ressecadas. Não se deve tomar banhos longos e excessivamente quentes, assim como o uso de buchas e outros “esfoliantes” que possam agredir a pele, causando mais ressecamento.
Os procedimentos dermatológicos em peles negras devem receber mais cuidados pois existe risco de desenvolvimento de manchas escuras.
Peelings e laser sempre foram indicados com muita cautela para a pele negra. O dermatologista deve ter experiência para tratar esse tipo de pele.

Open chat