Escolha uma Página

A hiperidrose causa desconforto e quando confirmada, pode ser tratada.
A toxina botulínica é uma alternativa segura e simples para o controle da sudorese excessiva. Ela pode ser utilizada para controle da hiperidrose palmar e axilar e também de outras localizações. O Tempo de ação varia de 4 a 12 meses, dependendo do caso e do local de aplicação. As reaplicações repetem os resultados na imensa maioria das vezes.
O uso da toxina butolínica, além de tratar a hiperidrose, também é utilizado para controle estético de rugas frontais. Importante informação de acompanhamento é o fato de pacientes que utilizaram a toxina butolínica, relataram melhora de cefaléia tensional crônica e até por isso, solicitam a reaplicação pelo benefício adicional da toxina.
O conjunto de tratamentos que hoje engloba o uso da toxina botulínica abrange:

  • hiperidrose;
  • contrações musculares;
  • rugas;
  • cefaléia;
  • espasmos;
  • paralisias espasticas;
  • hiperatividade de esfincters;
  • e muitas outras.

Como é o tratamento de hiperidrose com toxina botulínica

Quando aplicado na pele, a Toxina Botulínica desliga o nervo da glândula sudorípara. É como se desligasse a luz no interruptor da parede. O nervo fica absolutamente normal e a glândula de suor também, mas não há passagem do estímulo que provoca o suor. Como a hiperidrose é apenas uma abundância de suor, a Toxina Botulínica é capaz de abolir temporariamente a hiperidrose.
Como o nervo fica íntegro e a glândula de suor também, após um período de tempo, que depende do local onde a Toxina Botulínica foi aplicada no corpo, ocorre uma religação do nervo na glândula, e o estímulo nervoso volta a agir e o suor retorna. Mas a Toxina Botulínica pode ser reaplicada para suprimir novamente a hiperidrose.

A reaplicação da Toxina Botulínica é aparentemente um inconveniente mas preserva as estruturas naturais do corpo.

Open chat