Escolha uma Página

IPCA – Indução Percutânea de Colágeno com Micro Agulhas é uma nova técnica que chega na Vivre e amplia a gama de opções nos tratamentos. Voltado para o tratamento de rugas, linhas de expressão, cicatrizes e estrias, a IPCA funciona bem também para peles morenas a negras pelo menor risco de manchas. O tempo de recuperação é curto e o procedimento é adequado também para regiões onde os lasers ablativos e peelings profundos não podem ser executados como as mãos por exemplo.
Importante destacar que é possível preencher cicatrizes, marcas de acne, manchas, além de reorganizar as fibras internas com este procedimento, deixando a pele mais firme e com mais vitalidade.
Luz Pulsada, Laser e Peelings que agem de forma ablativa, já o IPCA é um método alternativo que age de forma construtiva (mais fisiológico), podendo ser utilizado em qualquer tipo de pele e explora uma forma simples e natural de regeneração da pele.
Esta técnica é indicada especialmente para melhoria da flacidez de pele facial e corporal, estrias, cicatrizes atróficas (brancas) de acne, cirurgia e queimaduras, e também para queda de cabelo. Tem vantagem de ser feito no consultório, custo baixo, bem tolerado, com período curto de recuperação e sem dor.
Na Clínica, Dra. Fernanda comenta que junto ao microagulhamento, ela personaliza medicação para cada caso, o que amplia o resultado da auto produção de colágeno.

Recuperação:

A possibilidade de complicações é remota e temporária. Quando ocorre, geralmente aparece na forma de vermelhidão prolongada ou algumas manchas roxas. Conforme o resultado inicial e indicação médica, outras sessões podem ser realizadas para melhora adicional. Nos primeiros dias ocorre uma vermelhidão, parecida com quem toma um sol de praia sem filtro solar que costuma ceder entre 3-7 dias.

A produção de colágeno nessa técnica é na derme e epiderme, permitindo também maior absorção de produtos.
O microagulhamento recupera a pele envelhecida ao estimular a produção natural de colágeno, de maneira semelhante as técnicas de resufacing, tais como as cirurgias a laser ou técnicas de peeling, e não há praticamente nenhum efeito colateral, aumentando a espessura da pele em 8%, tornando-o a verdadeira solução antienvelhecimento da pele da próxima geração.

A estrutura da pele

A epiderme é a camada mais superficial da pele que está em contato com o meio externo, e protege o corpo contra influências externas. Em suma, os humanos não podem viver sem pele. É o último mecanismo de defesa que protege a derme contra bactérias, pó e outras influências ambientais que possam se infiltrar no organismo. Tem apenas entre 0.1 e 0.12 mm de espessura, o que é o mesmo de uma folha de filme, e é composta de uma camada translúcida de queratina. A camada mais profunda da queratina é a base, que produz queratinócito num ciclo de 28 a 30 dias. Os queratinócitos se movem em direção à superfície e formam o stratum corneum. Apesar de ter apenas a espessura de 0.1 mm, é um mecanismo de defesa extremamente eficiente. O Stratum corneum (membrana de proteção da epiderme), previne eficazmente que substâncias externas ou reagentes em cosméticos ou produtos farmacêuticos penetrem na pele. A taxa de sucesso de cosméticos usando a melhor tecnologia lisossômica é de meros 0.03% (Estudo feito pela Universidade de Marburg-Alemanha).

O microagulhamento aumenta o efeito de absorção de cosméticos. De acordo com dados confirmados pela Universidade de Marburg (Alemanha), a habilidade das micro agulhas de melhorar a permeabilidade já está provada (aproximadamente 4%). O IPCA ajuda na penetração de substâncias ativas. Se uma substância é realmente eficaz, o tratamento vai fazê-la penetrar mais fundo na pele, com penetração mais rápida e em maior quantidade.

As sessões podem ser realizadas a cada 21 dias. Pode ser realizado tanto em mulheres quanto em homens e em qualquer tipo de pele.

Open chat